Buscar
  • Francisco Araujo

Coronavírus: Fortalecendo a imunidade contra o Covid-19


Recomendamos que você priorize essas indicações básicas para proteger e melhorar sua saúde, e de maneira especial, o seu sistema imunológico.


Alimentação: Nutrição e função imunológica



Muitos estudos mostram que hábitos saudáveis ​​de dieta e estilo de vida podem ajudar a aumentar as defesas naturais do corpo.


Pesquisas feitas pelo physicians committee dizem que uma dieta com limitação de gordura e baseada em vegetais pode ajudar a impulsionar e fortalecer o sistema imunológico. 


Em outro estudos (Sampson, 2019) verificou-se que frutas e vegetais fornecem nutrientes ricos em vitaminas, minerais e antioxidantes que ajudam a reduzir o estresse oxidativo.


A evidência é clara de que dietas com pouco carboidrato podem ser ferramentas eficazes para tratar e reverter essas condições metabólicas. Assim, se seguirmos uma dieta que ajuda comprovadamente na perda de peso e na saúde metabólica, que também pode afetar beneficamente a função imunológica, o que temos a perder? pergunta o Dr. Bret. (Scher, 2020).

Não fume



Os fumantes têm risco aumentado de contrair infecções e sofrer complicações graves pelas mesmas. Na verdade, parar de fumar é algo que deveríamos fazer espontaneamente, “mas em um momento como esse, não fumar se torna ainda mais importante.” (Scher, 2020).


Sono



Dormir é fundamental para que seu corpo se recupere. De acordo com a Harvard Health, dormir de 7 a 9 horas por noite. Já se sabe que sem uma quantidade suficiente de sono, aumentamos o risco de desenvolver sérios problemas de saúde, como doenças cardíacas, doença de Alzheimer e obesidade.


Apenas uma noite de sono ruim pode reduzir suas células imunológicas em até 70%, mostra uma pesquisa. (Friedman, 2019). Outro estudo (Doyle, 2016), descobriu que aqueles que dormem menos de cinco horas por noite têm maior probabilidade de sofrer recentemente um resfriado em comparação com aqueles que dormem mais.


Em resumo, enquanto você dorme, seu corpo usa esse tempo para reparar e recuperar as funções essenciais, incluindo o sistema imunológico.


Exercício físico



Se você estiver isolado em casa, faça exercícios. Estudos mostram (Campbell &Turner, 2018, apud Scher, 2020), que aqueles que se exercitam tendem a sofrer menos infecções do que aqueles que não seguem esta prática. Lembramos que nossa ideia neste momento, é apenas esclarecer que é saudável manter-se ativo.

Gerenciamento do estresse



Primeiramente, devemos considerar que eventos estressores fazem parte da nossa rotina. Nos referimos aqui aos estressores crônicos que aumentam os níveis de cortisol e que afetam negativamente nossa função imunológica.


Algumas pessoas afirmam não ser possível excluir situações estressantes de suas rotinas. Ok, mesmo considerando que essa seja uma tarefa que nos exige muita atenção, podemos sim, tomar medidas para controlar nossa resposta ao estresse, através de: meditação, exercícios de atenção plena, entre outras atividades fáceis de realizar. (Scher, 2020).


Nesse item sobre gerenciamento de estresse, lembramos de um tipo pouco notado, ou seja, os estresses gerados por vícios emocionais desenvolvidos ao longo da vida e que parecem fazer parte da personalidade da pessoa, mas que podem ser alterados.


Por exemplo: ser muito crítico, ficar irritado a toa, não tolerar frustrações, querer ter sempre razão, passar-se por vítima, levar tudo para o lado pessoal, não perdoar, não agradecer, etc. Esse será tema de um próximo posts, entre outros.


Bebidas alcoólicas



Sabemos que muitas pessoas recorrem à bebida alcoólica como mecanismo de enfrentamento de suas questões estressantes. Porém, lembramos que o álcool é uma substância imuno depressora.


Pesquisas revelam:

“uma associação entre o consumo excessivo de álcool e efeitos adversos à saúde relacionados ao sistema imunológico, como suscetibilidade à pneumonia, Síndrome de Desconforto Respiratório Agudo (SDRA), Sepse, Doença Hepática Alcoólica (DHA), certos tipos de câncer, e maior incidência de complicações pós-operatórias com recuperação mais lenta e menos completa, infecções e traumas físicos, incluindo má cicatrização de feridas.” (SAKAR, 2020)


E, com referência à discussão sobre o COVID-19, alguns desses estudos mostraram um risco aumentado entre os bebedores pesados da Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo (SDRA), que é uma complicação pulmonar responsável pela maior parte das mortes relacionadas ao COVID-19. (Scher, 2020).


Para finalizar, também recomendo o vídeo do Dr. Samuel Dalle Laste (link abaixo), onde esse assunto é tratado de forma excelente.


Bem, espero ter ajudado você a refletir sobre a importância do fortalecimento do seu sistema imunológico na prevenção e tratamento do COVID-19.


Autor: Francisco Araujo


Para saber mais:


Dr. Francisco Araujo


Psicólogo clínico, (CRP 117441-SP), Especialista em Dependência Química, Praticante de Programação Neurolinguística, Coach, Terapeuta Floral, Hipnoterapeuta.

Como psicólogo clínico, dedico-me ao estudo e tratamento de problemas de saúde mental: depressão, ansiedade, fobias, comportamentos de dependência (álcool e outras drogas), codependência, transtornos obsessivos e compulsivos (TOC), transtornos de personalidade. Meus atendimentos seguem um modelo comportamental, sempre a partir do entendimento biopsicossocial do ser humano.


Do ponto de vista do Autodesenvolvimento e empreendedorismo proponho-me ajudar as pessoas a reconhecer seus pontos fortes, suas capacidades, e apoiá-los na conquista de seus objetivos, através do processo de Coaching.


Siga Nas Redes Sociais: Instagram | Facebook | Linkedin



149 visualizações

Estou aqui para te ajudar a resolver seus problemas

Funcionamento
Segunda a Sexta das 8:00 - 17:30 Sábados 8:00 - 11:00
Entre em Contato
Tel/Whatssap - 9 5959-6872

© 2019 por rondinelli.digital 

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White LinkedIn Icon